Exhibition
Da Imagem Ausente: Ludgero Almeida

Da Imagem Ausente é a primeira exposição individual de Ludgero Almeida na Rampa.

Rampa

|

25 de Fevereiro de 2022

18:00

|

Image
"Camisa que fiz para mim”: Do corpo construído ao corpo destituído", Vista da Instalação, 2022. Dimensões variáveis, 12 moldes da última camisa de trabalho de operário do Vale do Ave. Colofónia, parafina, óleo de teca, ferro, caixa de luz, madeira, cabo de aço.
Image
"Camisa que fiz para mim”: Do corpo construído ao corpo destituído", Vista da Instalação, 2022. Dimensões variáveis, 12 moldes da última camisa de trabalho de operário do Vale do Ave. Colofónia, parafina, óleo de teca, ferro, caixa de luz, madeira, cabo de aço.
Image
"Camisa que fiz para mim”: Do corpo construído ao corpo destituído", Vista da Instalação, 2022. Dimensões variáveis, 12 moldes da última camisa de trabalho de operário do Vale do Ave. Colofónia, parafina, óleo de teca, ferro, caixa de luz, madeira, cabo de aço.
Image
"Camisa que fiz para mim”: Do corpo construído ao corpo destituído", Vista da Instalação, 2022. Dimensões variáveis, 12 moldes da última camisa de trabalho de operário do Vale do Ave. Colofónia, parafina, óleo de teca, ferro, caixa de luz, madeira, cabo de aço.
Image
"Camisa que fiz para mim”: Do corpo construído ao corpo destituído", Vista da Instalação, 2022. Dimensões variáveis, 12 moldes da última camisa de trabalho de operário do Vale do Ave. Colofónia, parafina, óleo de teca, ferro, caixa de luz, madeira, cabo de aço.
Image
Ludgero Almeida: MAPAHISTÓRIA; vídeo HD, cor, som; 20 minutos e 30 segundos loop; 2022. Vista da instalação
Image
Ludgero Almeida: MAPAHISTÓRIA; vídeo HD, cor, som; 20 minutos e 30 segundos loop; 2022. Vista da instalação
Image
Ludgero Almeida: MAPAHISTÓRIA, video still, 2022
Image
Ludgero Almeida: MAPAHISTÓRIA, video still, 2022
Image
Ludgero Almeida: MAPAHISTÓRIA, video still, 2022

O edifício onde se encontra a Rampa, assim como o que se encontra no quarteirão contíguo conhecido por Palácio do Comércio, consubstanciaram em meados dos anos 1940 um avultado investimento imobiliário da empresa Ferreira e Filhos Lda.

 

Foi a partir de Riba de Ave que seu dono, Delfim Ferreira, construiu um império industrial e financeiro, com origem no têxtil algodoeiro, que o levou ao trono de homem mais rico de Portugal, e residente no Palacete de Serralves. No espaço da Rampa trabalharam os artistas – carpinteiros, serralheiros, pedreiros - que asseguravam a manutenção deste grupo de edifícios.

 

A história do espaço – pontuada pela mitologia em torno de Delfim Ferreira e pelo esquecimento dos muitos que efetivamente o construíram – ecoa o tema desta mostra do artista Ludgero Almeida, oriundo do centro da região do Vale do Ave.

 

Em “Da imagem Ausente” o artista reflete sobre a construção da narrativa histórica da região questionando as mitologias que glorificam a sua falsa prosperidade, cega às condições de vida impiedosas da maioria dos seus conterrâneos.

 

O processo criativo desenvolve-se a partir de deambulações pelo território, durante as quais o artista, recolhe e regista os sinais da história que ficou por contar. “Da Imagem Ausente” confronta-nos com um guião reescrito, denunciando a subjetividade de todas as grandes narrativas históricas, nacionais ou regionais.

Image
Image
Image

Pátio do Bolhão 125

4000-110 Porto, Portugal


rampacultura@gmail.com